quarta-feira, 15 de junho de 2016

Torres Vedras ganha prémio ambiental da UE



Em 1999, Torres Vedras incluiu a sustentabilidade do território e a proteção do ambiente nos seus objetivos estratégicos. A cidade desenvolveu o Plano Municipal Ambiental, elaborado com o envolvimento dos cidadãos e parte do seu território foi reconhecido na Rede Natura 2000, rede ecológica para o espaço comunitário da União Europeia. Em 2005, foi criada uma estrutura municipal destinada à educação e sensibilização ambiental dos cidadãos. Estamos profundamente convencidos que só o conhecimento das questões ambientais conduzirá a que os nossos cidadãos adotem comportamentos sustentáveis e promovam em conjunto um futuro melhor para nós e para as gerações vindouras. Nos últimos dez anos, desenvolvemos uma política ambiental que procura garantir uma mobilidade sustentável, preservar a biodiversidade e modernizar a gestão da água. Dois novos instrumentos de gestão – o Plano de Ação da Energia Sustentável e a Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas – dão um novo impulso ao desempenho ambiental da cidade. O Prémio “European Green Leaf” é o reconhecimento do trabalho árduo levado a cabo pela cidade de Torres Vedras nos últimos 15 anos, no sentido de oferecer uma melhor qualidade de vida aos cidadãos. Este prémio constitui um incentivo para a cidade manter estes padrões e garantir um crescimento ainda mais sustentável no futuro. Para citar Kofi Anan: “O nosso maior desafio neste século é pegar numa ideia que parece abstrata – Desenvolvimento Sustentável – e torná-la realidade para todas as pessoas do mundo”.

Torres Vedras é uma cidade portuguesa localizada no litoral, 50 km a norte de Lisboa. Com cerca de 79 465 habitantes e uma área que cobre aproximadamente 400 km2, tem mais de 20 km de costa. Dotada de fortes ventos costeiros e quase 2 500 horas de céu limpo durante o ano, a região tem uma localização privilegiada para aproveitar a energia eólica e solar. Torres Vedras tem atualmente instalados nove parques eólicos que produzem energia suficiente para satisfazer todas as suas necessidades em termos de eletricidade. O Júri do “Green Leaf” ficou particularmente impressionado com o empenho desta cidade premiada em promover uma maior sensibilização ambiental e práticas sustentáveis na comunidade local.

Mobilidade Sustentável  - A cidade de Torres Vedras tem envidado todos os esforços para tornar as zonas para os peões e a utilização da bicicleta e dos transportes públicos opções mais seguras e fáceis. Cerca de 50 km de ciclovias estão já em funcionamento, e um novo sistema de partilha de bicicletas que disponibiliza em 14 estações distribuídas pela cidade bicicletas públicas, para utilização da população. Existem várias novas vias pedonais, e 12 pontos públicos de carregamento para veículos elétricos. Atualmente está a ser preparada uma estratégia de mobilidade ainda mais ambiciosa para incentivar a partilha de viaturas, oferecer mais incentivos para a utilização de veículos elétricos e promover a utilização do transporte público.

Proteção da natureza - A cidade tem trabalhado no sentido de assegurar o acesso a espaços verdes e às zonas naturais a todos os habitantes de Torres Vedras. Existem 255 km de percursos pedestres e 25 ha de zonas verdes na cidade. Nos últimos três anos, foram plantadas 1 000 árvores. A Câmara Municipal promove um projeto de hortas comunitárias, bem como de hortas escolares, onde as crianças aprendem a cultivar vegetais e a cuidar das plantas. A autarquia trabalha em conjunto com a comunidade local para gerir e preservar a área de paisagem protegida de âmbito local das Serras do Socorro e da Archeira.

Estratégia de gestão da água - Foi implementada uma estratégia de gestão da água, com recurso à telegestão, para reduzir radicalmente as perdas de água. A autarquia promove sistemas de irrigação eficientes dos seus espaços verdes. O Centro de Educação Ambiental dispõe de um sistema de recolha e reutilização de águas pluviais e de “águas cinzentas”.

Participação pública - A cidade de Torres Vedras tem como missão criar uma cidade sustentável e a participação dos seus cidadãos é essencial para concretizar este objetivo. A autarquia está empenhada em fomentar a educação para a sustentabilidade junto dos seus cidadãos e a envolver a população local nas suas políticas. Os cidadãos são convidados a apresentar propostas sobre questões como mobilidade, energia e conservação da natureza e as suas sugestões são tidas em conta nas políticas da autarquia. O Centro de Educação Ambiental de Torres Vedras recebe cerca de 10 000 visitantes por ano promovendo atividades de formação e educação ambiental. O edifício, certificado pelo sistema LiderA, com projeto de construção sustentável e com classe de eficiência energética A+, possui sistemas de produção de energia a partir de fontes renováveis, sendo um edifício modelo para a cidade.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe a sua opinião critica e construtiva.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Filipe Duarte Santos em entrevista ao Noticias ao Minuto

 Excelente entrevista com muitos esclarecimentos sobre o nosso presente e futuro, desde os incêndios até à agua que usamos nas nossas sanita...