segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Reflexão sobre técnicas de geoengenharia e suas implicações (parte III)

Conclusão

Serão as medidas de geoengenharia a solução para a resolução de problema do aquecimento global? As investigações parecem indicar que as medidas de geoengenharia poderão ajudar na mitigação das consequências, se a sua instalação a média e larga escala for exaustivamente estudada (princípio da precaução) e ficar determinado que os benefícios são claramente maiores que os malefícios. Interessa também, e acima de tudo, referir que as medidas imprescindíveis são sim aquelas que visam a diminuição das emissões de CO2 para níveis considerados seguros, ou seja, medidas preventivas (princípio da prevenção), tais como as estão a ser atualmente implementadas pelo PNAC. Importa também que os Estados Unidos se consciencializem que são um dos países mais poluidores, o que significa que terão de tomar medidas que não só reduzam as emissões de CO2, como contribuam economicamente, tal como todos os outros países, no financiamento de medidas mitigadoras (princípio do poluidor-pagador).
É de extrema importância que os governos ganhem consciência ecológica a par da económica que, claramente, já está ganha, no sentido de implementarem políticas que incentivem o desenvolvimento de projetos sustentáveis tanto economicamente como ambientalmente (princípio da integração). Tudo leva a crer que Robock está coberto de razão, sendo a solução para sustentabilidade do planeta constituída pela aplicação perseverante de adequadas políticas ambientais.


Anne Nogueira 26/01/2014

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe a sua opinião critica e construtiva.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Filipe Duarte Santos em entrevista ao Noticias ao Minuto

 Excelente entrevista com muitos esclarecimentos sobre o nosso presente e futuro, desde os incêndios até à agua que usamos nas nossas sanita...